O Campeonato Nacional de Juvenis teve o seu sorteio na tarde de ontem, 27 de julho de 2016, e conta a partir desta época de 2016/2017, um novo modelo competitivo. A competição continua a ser composta por três fases e conta com menos duas equipas (passou de 50 para 48 formações), que são divididas numa primeira fase em 4 séries de 12 clubes cada.
Em cada série, os clubes jogam entre si uma vez e por pontos, na qualidade de visitante ou visitado. Quer isto dizer que há clubes que jogam 6 vezes na qualidade de visitado e 5 vezes na qualidade de visitante.
Os 4 clubes melhor classificados dentro de cada série qualificam-se para a segunda fase que será denominada como “Apuramento do Campeão”.
A segunda fase contará com 16 clubes apurados são divididos em 2 séries de 8 clubes cada (Série Norte e Série Sul) e jogam entre si duas vezes e por pontos, uma na qualidade de visitante e outra na qualidade de visitado.
No final, os 2 clubes melhor classificados de cada série, mais o clube melhor classificado em 3.º lugar entre as séries da segunda fase são apurados para a terceira fase.
O representante da Região Autónoma dos Açores e o representante da Região Autónoma da Madeira, em conjunto com o segundo clube classificado em 3.º lugar na segunda fase e o melhor 4.º classificado das duas séries da mesma fase, jogam entre si, uma vez e por pontos, no sistema de play-off para apurar o melhor clube para a terceira fase. O play-off referido é realizado alternadamente numa das Regiões Autónomas dos Açores, da Madeira e no Continente.
Na terceira fase e onde se definirá o campeão nacional, os 6 clubes apurados a partir da 2ª fase e play-off, jogam entre si duas vezes e por pontos, uma na qualidade de visitante e outro na qualidade de visitado, para apurar o vencedor.
Os restantes 32 clubes que não ficaram apurados para a segunda fase disputam a manutenção e descida, divididos novamente em 4 séries (A, B, C, D) de 8 clubes que jogam entre si duas vezes e por pontos, uma na qualidade de visitante e outra na qualidade de visitado, de acordo com o sorteio.
Na fase de manutenção e descida, os clubes transitam com a metade dos pontos obtidos na primeira fase da prova, arredondados para o número inteiro superior, e mantêm-se nas mesmas séries.
Descem 18 clubes aos campeonatos distritais, correspondentes aos 4 clubes últimos classificados de cada série individualmente considerada, acrescidos dos 2 clubes piores classificados em 4.º lugar. 
O distrito de Beja será representado na Série D, pelo Despertar SC.