Num jogo de sentido único, em que o guarda redes da casa apenas faz duas defesas dignas desse nome, o Clube Desportivo de Almodôvar venceu o Clube Desportivo de Beja por 5 bolas a zero, ficando ainda a dever a alguma ineficácia da sua linha avançada uma vitória por números mais significativos. Com uma entrada a todo o gás, a equipa da casa cedo se viu a ganhar com um golo de Mário Saleiro que aproveitou uma má reposição de bola do guarda redes adversário. Ao quarto de hora o CDA já se encontrava a ganhar por duas bolas, com a concretização de uma grande penalidade inquestionavel, marcada por Aimar, por falta sobre a grande figura do encontro, Mário Saleiro. O 3-0 surge na marcação de uma bola parada com um grande  remate de Aimar  após uma bola rechaçada pela defesa adversária.
Na segunda parte,  mais do mesmo. Domínio absoluto da equipa da casa, com a marcação de mais 2 golos, o de Henrique que na marcação de uma bola parada aproveitou e fez um golo de belo efeito, desviando de cabeça e enganando o guardião adversário. Bruno Fernandes, o todo terreno da equipa de Almodôvar fechou a contagem com um desvio à boca da baliza. Mário Saleiro foi a grande figura da partida, quer pelo golo que abriu a contagem, quer pelo muito que jogou e fez jogar. Por parte do Desportivo de Beja a grande figura foi o seu guarda redes, que por várias vezes impediu o avolumar do resultado.
Excelente arbitragem da equipa liderada por Cesar Leitão.